Atenção

Fechar

Área restrita

Esqueci minha senha

PROFISSIONAIS

NOTÍCIAS

21/06/2019

Paraíba é segundo no NE em internações por queimadura provocada por fogos de artifício

Foram 185 internações, abaixo apenas da Bahia, que é líder nacional.

A Paraíba é o segundo estado nordestino com maior volume de pessoas internadas com queimadura provocada por fogos de artifício entre os anos de 2010 e 2017. Foram 185 internações, abaixo apenas da Bahia, que é líder nacional, com 997 internações, mais de cinco vezes o número paraibano.

Os dados são de um levantamento realizado pelo Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial. O estudo sobre mortes e internações por fogos de artifício tem como base registros de hospitais públicos ou conveniados ao SUS em todo o Brasil.

De acordo com o coordenador da Unidade de Tratamentos de Queimados do Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, Saulo Montenegro, houve um aumento substancial com relação às vítimas dos fogos de artifício – em comparação com dados de 2018 (67) e 2017 (19), a ampliação foi de 300%. A unidade é que recebe o maior número de vítimas.

“A Copa do Mundo contribuiu para este aumento, mas para evitar, que esses números permaneçam ou cresçam, vamos alertar a sociedade sobre a importância da prevenção e dos perigos de manusear fogos de artifícios. Para se ter uma ideia, nestes primeiros 11 dias, já deram entrada na UTQ, três crianças, sendo que duas delas estão mutiladas”, completou Saulo Montenegro.

Alerta

O médico ainda alertou que muitas dessas pessoas acometidas por queimaduras de fogos de artifício podem sair do mercado de trabalho por causa de sequelas permanentes nas mãos ou perda de dedos, além de queimaduras graves. “O melhor caminho é a prevenção, mas não devemos demonizar os fogos. Vale ressaltar que estes produtos devem respeitar a faixa etária recomendada pelo fabricante. Além disso, não se deve soltá-los perto de redes elétricas e de crianças, já que elas representam em torno de 40% das entradas de vítimas de fogos”, frisou.

Campanha

Durante este período, funciona no Hospital de Trauma, referência para estes casos na Paraíba, o disque-queimados. Através do número 3216-5700, a população pode receber informações sobre as medidas até chegar a unidade hospitalar. E durante as festas tradicionais, a instituição estará com uma equipe multidisplinar reforçada para atender todos os casos.

Veja o ranking de internações por queimaduras com fogos de artifício entre 2010 e 2017:

  • Bahia – 997
  • São Paulo – 908
  • Minas Gerais – 671
  • Rio de Janeiro – 387
  • Pará – 234
  • Paraná – 189
  • Paraíba – 185
  • Santa Catarina – 142
  • Rio Grande do Sul – 120
  • Goiás – 112
  • Rio Grande do Norte – 107

Os demais estados têm menos de 100 casos de internações/cada.

Fonte: Jornal da Paraíba



Últimas notícias


Ver todas as notícias