Atenção

Fechar

Área restrita

Esqueci minha senha

PROFISSIONAIS

INSTITUTO ÉTICA SAÚDE

03/10/2018

Instituto Ética Saúde amplia parceiros em busca do fortalecimento de um ambiente ético no país

O Instituto Não Aceito Corrupção – INAC – é o mais novo parceiro do Instituto Ética Saúde. O Acordo de Cooperação foi assinado em São Paulo. “O INAC, assim como o IES, faz um excelente e reconhecido trabalho para o fortalecimento da ética no Brasil. Esta união de forças tem o objetivo de ampliar a promoção de palestras, estudos conjuntos, publicações e campanhas voltadas ao fomento da transparência, combate à corrupção e condutas ilícitas. Há muito que fazer”, comemorou o presidente do Conselho de Administração do IES, Gláucio Pegurin Libório.

O Acordo também visa o desenvolvimento de pesquisas conjuntas através de efetiva complementação dos recursos humanos, materiais e de informações disponíveis, assim como o desenvolvimento de ações em outras áreas de interesse mútuo, como a realização de atividades de cooperação técnica.

Para o presidente do INAC, Roberto Livianu, “a saúde é o bem mais caro para o ser humano e um investimento estratégico para os governos. A gestão dos recursos públicos em Saúde deve ser feita com responsabilidade, pois a corrupção neste setor pode ceifar vidas. A parceria entre o Instituto Não Aceito Corrupção e o Instituto Ética Saúde é um passo importante na construção de um novo paradigma ético no campo da saúde”.

O Instituto Não Aceito Corrupção é uma associação apartidária, sem fins lucrativos, fundada em julho de 2015, que atua em três frentes: pesquisa, políticas públicas e educação/mobilização. Surgiu da articulação de um grupo de cidadãos que viu na crise política instalada a partir de junho de 2013, com os protestos de rua, uma oportunidade para transformar indignação em esforços estruturados para o enfrentamento da corrupção.

O Instituto Ética Saúde já tem assinado, nos mesmos moldes, Acordo de Cooperação técnica com a Associação Nacional do Ministério Público de Defesa da Saúde (Ampasa); com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o Tribunal de Contas da União (TCU) e com o Conselho Administrativo Defesa Econômica (CADE).



Últimas notícias


Ver todas as notícias